Jerónimo Pizarro vence Prémio Eduardo Lourenço

Pessoano, professor universitário e comissário de Portugal para a Feira do Livro de Bogotá deste ano, Jerónimo Pizarro foi hoje distinguido com o Prémio Eduardo Lourenço por proposta da Casa da América Latina, com o apoio da Casa Fernando Pessoa e da Embaixada da Colômbia em Lisboa.

O Prémio Eduardo Lourenço, no valor de 10.000€, foi instituído pelo Centro de Estudos Ibéricos e destina-se a premiar personalidades ou instituições com intervenção relevante no âmbito da cultura, cidadania e cooperação ibéricas.

Jerónimo Pizarro, que foi no passado dia 17 condecorado pelo Presidente da República com a Ordem do Infante D. Henrique (grau de Comendador), é professor da Universidad de los Andes, titular da Cátedra de Estudos Portugueses do Instituto Camões na Colômbia e Doutor pelas Universidades de Harvard (2008) e de Lisboa (2006), em Literaturas Hispânicas e Linguística Portuguesa.

No âmbito da Edição Crítica das Obras de Fernando Pessoa, publicadas pela INCM, já contribuiu com oito volumes, sendo o último a primeira edição crítica do Livro do Desassossego. Em 2010 a editora D. Quixote publicou A Biblioteca Particular de Fernando Pessoa, livro que Pizarro preparou com Patricio Ferrari e Antonio Cardiello, depois de os três terem coordenado a digitalização dessa biblioteca com o apoio da Casa Fernando Pessoa. Em 2011 a Legenda publicou o livro Portuguese Modernisms in Literature and the Visual Arts, co-organizado com Steffen Dix, com quem já tinha co-editado, em 2008, um número especial da revista Portuguese Studies, e em 2007, um livro de ensaios, A Arca de Pessoa.

Em edições anteriores o prémio foi atribuído a Maria Helena da Rocha Pereira, Professora Catedrática de Cultura Greco-Latina (2004), ao jornalista Agustín Remesal (2006), à pianista Maria João Pires (2007), ao poeta Ángel Campos Pámpano (2008), a Jorge Figueiredo Dias, Professor Catedrático de Direito Penal (2009), ao escritor César António Molina (2010), ao também escritor Mia Couto (2011) e ao teólogo José María Martín Patino (2012).

Esta entrada foi publicada em Artes. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s