Exposição sobre Clarice Lispector na Gulbenkian

5 abr 2013 a 23 jun 2013
10h00 – 18:00 (encerra à segunda-feira)
Galeria de exposições temporárias do Museu Gulbenkian, em Lisboa

No ano em que passam 35 anos sobre a morte de Clarice Lispector, a Fundação Gulbenkian apresenta a exposição A hora da Estrela com textos, fac-símiles, fotografias e documentos pessoais de uma das mais destacadas vozes da literatura brasileira. Esta exposição, com curadoria de Julia Peregrino e Ferreira Gullar, está integrada nas comemorações do Ano do Brasil em Portugal.

Atividades paralelas:

OFICINAS PARA FAMÍLIAS: Pequenos escritores-astronautas
Numa verdadeira viagem intergaláctica pelas salas da exposição, os nossos pequenos escritores-astronautas irão viajar até aos sete planetas da galáxia das palavras sentidas e escritas de Clarice Lispector. A escrita será portátil, gráfica, sensorial, criativa e até escrita-oxigénio! Serão sete páginas-viajantes que resultarão num livro-objeto precioso e único. Cada escritor-astronauta levará na bagagem um kit-de-escrita portátil, artigo indispensável numa viagem onde se pretende que o corpo funcione também como uma folha de papel.
Conceção e orientação: Marina Palácio
13 de abril a 18 de maio; 8 de junho

VISITAS ORIENTADAS: Clarice Lispector – A Hora da Estrela
Visita geral à exposição assente na premissa da participação e envolvimento dos visitantes. Para os entusiastas de Clarice Lispector, estas visitas permitem um encontro detido sobre a vida e obra da autora; para os que começam agora a descobri-la, são a ocasião ideal para atravessar para o outro lado de uma autora considerada por vezes como “difícil”, e deixar-se simplesmente fascinar.
Conceção e Orientação: Susana Guerreiro
13 de abril; 4, 18 e 25 de maio; 8 e 15 de junho (17h00)
Galeria de exposições temporárias do museu

À CONVERSA COM…
Conversas que permitem um contacto chegado entre leitores e escritores ou artistas que têm afinidades com o universo criativo de Clarice Lispector. Pretende-se lançar olhares cruzados e complementares à exposição sobre a reverberação que a escritora teve na literatura, arte e pensamento contemporâneos.
Bar do museu (18h30 – 20h00)
13 de abril – À conversa com Carlos Mendes de Sousa
18 de maio – À conversa com Lídia Jorge
8 de junho – À conversa com Ana Vidigal

VISITAS PERFORMATIVAS – Outros modos de ver
Três artistas (Mónica Calle, André Teodósio e Ana Brandão) foram convidados a falar de si próprios através das palavras de Clarice. Cada um escolheu uma das salas da exposição como cenário para uma espécie de autopsicografia expondo-se num território ambíguo entre o sentido das palavras, as palavras sentidas e a sua representação. Um convite para ir além da leitura ou da escrita e experienciar a obra literária de Clarice Lispector através da sua apropriação teatral.
4 e 25 de maio; 15 de junho (18h30)
Galeria de exposições temporárias do museu

Esta entrada foi publicada em Artes com as etiquetas , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s