Ivan Lins com Flávio Venturini no Espaço Brasil

5 e 6 de abril
22h00
Espaço Brasil, em Lisboa
Bilhete: 10 euros

Dois dos principais artistas brasileiros contemporâneos vêm a Lisboa, juntos, nos dias 5 e 6 de abril, para um concerto no Espaço Brasil, em Lisboa. Idolatrados pelo público, internacionalmente reconhecidos, Ivan Lins e Flavio Venturini são duas histórias únicas dentro do cenário da música popular brasileira; duas carreiras brilhantes e repletas de sucessos atemporais; duas trajetórias que influenciam e influenciarão gerações para sempre, aqui e no resto do mundo. Um encontro que coroa a admiração mútua e brinda o público com algumas das mais bonitas canções da MPB. Ivan Lins e Flavio Venturini estão juntos num projeto que sem dúvida fará história. A partir de um convite de Flavio para que Ivan participasse de seu novo disco, a ideia do projeto criou corpo em meio às gravações. Ficou combinado que nenhum dos dois sairia do palco e que um cantaria canções do outro durante o espetáculo.

Instantaneamente reconhecíveis, Flavio Venturini e Ivan Lins foram fundo no ecletismo em suas carreiras e passearam por praticamente todos os ritmos nas suas músicas, sempre com um forte sotaque pop aliado às suas referências da MPB clássica e ainda às influências do jazz e do rock inglês. Há algo bastante similar com relação a estes dois expoentes da música brasileira. Ambos conseguiram construir um estilo próprio, inundado de personalidade e que tem na liberdade estética o seu principal mote.

Venturini fez parte do preciosíssimo Clube da Esquina na sua Minas natal, que lançou ao mundo talentos como Lô Borges, Beto Guedes e o universal Milton Nascimento. Integrou os grupos O Terço e 14 Bis, mas foi com o seu trabalho a solo que colocou toda a veia criativa em prática. Dono de sucessos inesquecíveis como Espanhola, em parceria com Sá e Guarabira, Besame, Noites com sol e o hino Nascente, Flavio prima pelas suas melodias inspiradas e os arranjos com influências do rock progressivo, bem como da música tradicional brasileira. O seu falsete característico é outra marca registada.

Ivan Lins é o compositor brasileiro vivo mais regravado no exterior. Artistas como Quincy Jones, Ella Fitzgerald, Sarah Vaughan e Barbra Streisand são apenas alguns deles. A sua trajetória começa com o disco Agora de 1970 e, de lá, já são mais de 40 álbuns visitando os mais diferentes estilos musicais. O seu engajamento político levou-o a criar obras como Daquilo que eu sei e O amor é o meu país, mas a veia romântica também sempre esteve presente, como em Vieste, Iluminado e Bilhete. O seu mais recente disco, Amorágio, só reforça a sua capacidade de emocionar através de melodias, ritmos e letras.

Esta entrada foi publicada em Artes com as etiquetas , , , , , , . ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s