Intervenção da Secretária-Geral da CAL sobre Carlos Fuentes

No dia 29 de Novembro passado a Secretária-Geral da Casa da América Latina, Manuela Júdice, foi uma das pessoas intervenientes numa conferência sobre o renomado autor mexicano Carlos Fuentes. Aqui deixamos a sua intervenção:

Boa tarde.

Duas palavras prévias à minha leitura:

Em primeiro lugar gostaria de agradecer ao Senhor Embaixador Benito Andión o convite que me fez para participar na leitura de homenagem ao escritor mexicano Carlos Fuentes e  ao Instituto Cervantes que nos acolhe.

Gostaria ainda de enquadrar a minha escolha desta tarde. Nunca conheci pessoalmente Carlos Fuentes, embora tenha estado na mesma sala que ele em dois momentos distintos e bastante afastados no tempo: Primeiro, em 1999, aquando da visita de Estado ao México do Presidente português Jorge Sampaio; a segunda vez foi em 2010, no Congresso da CGLU na Cidade do México, quando ele pronunciou um excelente discurso sobre a fundação e a história mexicanas a convite de Marcelo Ebrard, Presidente da Câmara da cidade. Para mim, antes de mais, Carlos Fuentes foi um grande ensaísta e pude constatá-lo nessa ocasião. Não poderia, portanto, ser outra a minha escolha: um ensaio, La Gran Novela LatinoAmericana, publicado em 2011 na Editorial Alfaguara.

Este livro trata dos grandes romancista da América Latina, sejam eles de língua espanhola ou portuguesa, de Lezama Lima a Machado de Assis, de Nélida Piñon a Borges e, como o próprio Carlos Fuentes diz “o leitor tem nas mãos um livro pessoal”, organizado em 3 temáticas: o desejo do ser, do dever ser e do que não pode ou não deve ser.

Dele vou ler o prólogo, ou seja a advertência pré-ibérica até por estar relacionada com o tema do Seminário organizado, a semana passada, pela CAL sobre os povos indígenas da América Latina e também por o considerar, de certa forma, uma homenagem ao patrono desta casa. Refiro ainda que, ajudou à escolha, o facto de a obra começar com uma evocação do Cantinflas, actor que encantou a minha infância…

Manuela Júdice
Lisboa, 29 de Novembro de 2012

Aqui deixamos alguns excertos da Advertência Pré-Ibérica de Carlos Fuentes:

[…]

2

[…]

3

Esta entrada foi publicada em Artes. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s