“No Santander há dinheiro para os projectos de exportação”

[Notícia do Diário Económico]ver notícia completa Vieira Monteiro reafirma compromisso com as empresas exportadoras, “cada vez mais o motor da economia nacional”.

Será a pergunta mais transversal à sociedade portuguesa e António Vieira Monteiro, presidente executivo do Santander Totta, respondeu-a na “Conferência Exportação – Experiências e Oportunidades”, iniciativa conjunta do banco e do Diário Económico. “Perguntam se há ou não dinheiro? Eu respondo que sim, que, pelo menos no Santander, há dinheiro”, disse Vieira Monteiro, reafirmando o compromisso do banco com as empresas nacionais apostadas na exportação. Na conferência em que proferiu o discurso de encerramento, o líder do banco não hesitou em apontar para o sector das exportações, responsável por 37 por cento do PIB nacional, como a solução para sair “do marasmo em que nos encontramos”.

Segundo Pedro Reis, presidente da Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP), no último ano, Portugal foi o quarto país da União Europeia com maior taxa de crescimento no sector das exportações. Para Vieira Monteiro, que aponta para um crescimento entre as empresas exportadoras que são, “cada vez mais, o motor da nossa economia”. E recorreu à memória para o comprovar. “Quando estudava dizia-se que só na Segunda Grande Guerra, por causa do volfrâmio, conseguimos uma balança comercial positiva. É preciso chegar aos dias de hoje para termos uma balança comercial quase positiva e isso deve-se ao esforço das empresas exportadoras”, disse o responsável do banco que, garante, “está pronto para as acompanhar”. “Queremos ser um banco pronto e aberto às empresas exportadoras”, disse.

International Desk é o passaporte das empresas

Banco ajuda empresas a avançar para a exportação ou internacionalização.

Presente nos principais mercados internacionais, o grupo Santander acredita que a experiência e ‘kown-how’ que adquiriu ao longo dos anos permitiu-lhe criar uma rede de contactos que pode ajudar as empresas portuguesas no processo de exportação e internacionalização.

“Faz todo o sentido que nós [Santander] coloquemos a nossa rede internacional ao serviço das empresas que querem avançar para outros mercados”, disse Pedro Correia, responsável pela área de International Desk Portugal, na conferência Top Exporta 2012, realizada pelo Santander Totta e Diário Económico. Esta ferramenta do Santander coloca à disposição dos clientes equipas locais, fazendo o acompanhamento em todas as etapas do processo de entrada das empresas no país em questão. “Na prática, uma empresa que pretenda entrar, por exemplo, no Chile reúne connosco em Portugal e quando chegar ao país terá uma equipa do Santander que a irá auxiliar em todo o processo”, explica o responsável.

O Banco Santander tem hoje 14.756 agências bancárias, sendo um dos maiores grupos em Portugal, Espanha, Reino Unido, Polónia, costa leste dos Estados Unidos da América. E também é já o maior grupo financeiro da América Latina.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Economia. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s