Empresários reforçam aposta em Angola e Brasil

[Notícia do Diário Económico] Com a Europa em crise, as empresas procuram alternativas para fazerem negócios e Angola e Brasil são os preferidos.

A economia mundial está incerta porque nenhum país está imune ao risco de uma recessão ou de um período de baixo crescimento económico como aquele que se verificou em 2007. E é com este enquadramento que os empresários portugueses estão a ser confrontados no seu dia-a-dia. Acresce que a economia nacional tem um desafio estratégico que consiste em incrementar as suas exportações de forma a reduzir o défice externo. Agora a questão que se coloca, sobretudo para os empresários é: vender, mas para a onde? Sobretudo, quando perto de 70% das exportações das empresas portuguesas são canalizadas para a Europa, um mercado que está praticamente estagnado.

Mas uma coisa é certa: as empresas sabem o que querem para garantirem a sua competitividade. E a confirmação disto mesmo está nas contas ao comércio externo elaboradas pelo Instituto Nacional de Estatística. No primeiro semestre de 2008, as exportações extracomunitárias representavam 23,5% do total; agora, já valem 28%. Para muitas empresas já é ponto assente que mercados como o brasileiro, angolano e moçambicano poderão ser terras de oportunidades para quem queira investir. “Entre 2007 e 2011, o Brasil passou de 17º a 10º cliente de Portugal, representando as vendas para este mercado 1,4% do total exportado em 2011 (0,7% em 2007)”, salienta a AICEP numa análise às relações comerciais entre os dois países. Mas a primazia cabe inteiramente a Angola entre os “países terceiros”, ou seja, fora do espaço da União Europeia, já que este país ocupa o quarto lugar no ranking de clientes (5,5% das exportações em 2011).

Moçambique, por seu turno, tem vindo a assumir uma maior relevância enquanto cliente de Portugal, tendo ocupado, em 2011, a 26ª posição no ‘ranking’ (com uma quota de 0,51% das exportações portuguesas), quando em anos recentes se situava no 35º lugar. Aliás, o INE constata que os blocos para onde Portugal mais reforçou as suas exportações no primeiro semestre deste ano foram a Organização de Países Exportadores de Petróleo (OPEP, crescimento de 31,8%) e os países africanos de língua oficial portuguesa (PALOP, aumento de 30,4%). Refira-se ainda que as exportações de bens de Portugal cresceram 9% no primeiro semestre deste ano, mas o crescimento para países fora da União Europeia foi muito maior, atingindo os 25%.

Conhecer os mercados
Mas para se ter sucesso há que conhecer as especificidades do mercado, para não ter surpresas de última hora. Aprender e compreender são as palavras-chave a ter em conta se os empresários querem fazer um caminho mais longo mas mais seguro. Informações que até agora estavam muito confinadas a entidades públicas começam ser produzidas por sociedades de advogados, empresas e universidades. Destaque-se, por exemplo, o trabalho desenvolvido por oito alunos do IPAM – Instituto Português de Administração de Marketing, escola do Porto, que elaboraram um verdadeiro guia de apoio aos empresários que pretendem investir nos mercados externos. Para além dos PALOP, foram seleccionados todos os países com quotas de exportação superiores a 0,05% das exportações portuguesas em 2011, o que significa que os países com conteúdos representam 98,5% das exportações portuguesas.

Dificuldades acrescidas
Mas as dificuldades das empresas no acesso ao crédito com custos mais equilibrados estão a comprometer todo o esforço dos empresários, como confessam as empresas ouvidas pelo Diário Económico. Trata-se de uma questão transversal ao tecido empresarial, mas que está a afectar, sobretudo empresas cujo ciclo produtivo é temporalmente alargado. Mas a falta de crédito não é o único ‘handicap’ das empresas. Existem ainda os custos energéticos, os seguros de crédito, o financiamento às empresas, as muitas questões alfandegárias com que se debatem, bem como os apoios à internacionalização

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Artes. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s