Oportunidades empresariais no Brasil: em busca de um lugar ao sol

Por Bernardo Ivo Cruz*

O atual momento que a economia brasileira atravessa e as dificuldades que Portugal e os mercados tradicionais das nossas empresas conhecem, têm transformado o Brasil num destino de exportações e de investimento cada vez mais interessante e apetecido. Mas o caminho para um lugar confortável debaixo do sol brasileiro é difícil, complexo, exigente e caro.

As razões que levam as empresas portuguesas a olharem com crescente interesse para o Brasil são bem conhecidas: as taxas de crescimento económico; o enorme mercado brasileiro; as oportunidades em campos tão variados como as infraestruturas, o Mundial de Futebol, os Jogos Olímpicos de 2016 ou o chamado Pré-Sal. No entanto, as dificuldades que as empresas estrangeiras enfrentam quando decidem fazer negócio no Brasil são menos conhecidas. Vejamos algumas das mais importantes.

Em primeiro lugar, o Brasil tem uma estrutura federal, dividido em 26 Estados e pela capital federal de Brasília, o que implica uma grande descentralização política, legal e fiscal. Por isso, apenas as leis, regras e impostos que sejam aprovadas em Brasília se aplicam no país inteiro e as leis, regras e impostos que tenham origem nos Estados federados podem ser – e são – muito diferentes entre si.

Outro aspeto que devemos considerar é sistema fiscal brasileiro. Embora todos sejam unânimes em reconhece que o sistema é complexo, difícil, pesado, a realidade é que ainda não foi possível fazer a reforma profunda que todos reclamam. Para enfrentar o sistema fiscal brasileiro, será avisado utilizarmos os serviços de um bom fiscalista que ajude as empresas a compreender e melhor se adaptar às complexidades e dificuldades fiscais do país.

Também a grande burocracia que as autoridades brasileiras exigem às empresas e pessoas tem o seu custo. Por ser um estado federal, o Brasil tem três níveis de burocracia que, tal como o sistema fiscal, não se anulam mas acumulam-se. A melhor forma de o fazer é fazê-lo. Ou seja, cumprir escrupulosamente todas as exigências burocráticas que se apresentam.

Para quem pretenda investir no Brasil encontrará uma grande falta de mão-de-obra qualificada, o que faz com que os salários no Brasil são muito mais altos que os praticados em Portugal, com as implicações óbvias para a estrutura de custos das empresas.
Mas a maior dificuldade que as empresas portuguesas enfrentam quando vendem ou investem no Brasil é o protecionismo. O Brasil é um país orgulhosamente protecionista
que utiliza o sistema fiscal para o efeito. Assim, as exportações de bens e (em menor escala) serviços para o Brasil são muito caras chegando, em alguns casos, à casa dos 130% em taxas alfandegárias.

Chegados a este ponto, perguntamo-nos se valerá a pena considerar o Brasil para os nossos negócios. A resposta é claramente sim pois para cada dificuldade há uma solução. Temos, no entanto, que estudar o Brasil para nos protegermos, precavermos e encontrarmos o nosso lugar ao sol.

*CEO da True Bridge Consultancy. Ex-Diretor Coordenador do Centro de Negócios da AICEP na América do Sul

info@true-bridge.com
http://www.true-bridge.com

Esta entrada foi publicada em Artes. ligação permanente.

Uma resposta a Oportunidades empresariais no Brasil: em busca de um lugar ao sol

  1. Pingback: Oportunidades empresariais no Brasil: em … – Casa da América Latina | Info Brasil

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s