Turismo brasileiro em Portugal sobe 41%

[Notícia do Portugal Digital] O Brasil voltou a ser em maio o mercado emissor que mais cresceu na atividade turística em Portugal. O aumento das dormidas de brasileiros foi especialmente expressivo na região de Lisboa.

O turismo brasileiro em Portugal continua em crescimento acentuado e em maio o número de dormidas de brasileiros nas unidades hoteleiras lusas subiu 41% face ao mesmo mês do ano passado, segundo os últimos dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).

O Brasil foi mesmo o mercado emissor que mais cresceu. Em segundo lugar vem a Alemanha, cujos turistas realizaram mais 13% de dormidas em maio. E na terceira posição está a Holanda, com um crescimento de 5%.

“Pelo contrário, os mercados italiano e espanhol apresentaram os maiores decréscimos (-12,3% e -10,5%, respetivamente), seguindo-se o britânico e o irlandês. A evolução do mercado espanhol permanece negativa há oito meses consecutivos e a do britânico há quatro”, informou o INE. Ainda assim, Espanha e Reino Unido representaram em maio cerca de 30% das dormidas de não residentes.

O crescimento do turismo brasileiro em Portugal foi especialmente expressivo nos hotéis de Lisboa, onde as dormidas de cidadãos brasileiros apresentaram em maio um crescimento homólogo de 48%, uma evolução não acompanhada por qualquer outro mercado emissor. As dormidas de franceses em Lisboa subiram 18% e as de alemães 10%.

Globalmente, as dormidas nos hotéis portugueses em maio desceram 0,9%, uma queda menos acentuada do que a que a hotelaria lusa leva no conjunto do ano: nos primeiros cinco meses a quebra é de 2,3%. Para a descida do turismo em maio contribuiu a crise em Portugal, com os cidadãos portugueses a realizarem menos 10% de dormidas no seu país, ao passo que o turismo estrangeiro até cresceu 2,8%.

A taxa média de ocupação nos primeiros cinco meses do ano foi de 31,5%, mas no mês de maio chegou a 40,5%.

De acordo com as informações do INE, as receitas totais da hotelaria portuguesa tiveram em maio uma descida de 2%, para 172,9 milhões de euros. No acumulado desde janeiro, o montante de proveitos da hotelaria leva uma diminuição de 3,8%, para 582,4 milhões de euros.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Artes. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s