AICEP promove debate sobre o mercado chileno (sob inscrição)

[Texto publicado no site da AICEP]

A AICEP realiza duas sessões do ABC Mercado – CHILE nos dias 2 e 4 de Julho, respectivamente em Lisboa (Auditório da AICEP) e no Porto (Auditório da DRE-Norte). Esta acção tem o patrocínio do Banco Santander Totta. As empresas interessadas podem inscrever-se on-line até ao final do dia 28 de Junho.

Com um desempenho bem sucedido, traduzido numa taxa média de crescimento nas últimas décadas de 5,7%, assente em importantes vantagens estruturais, o Chile, actualmente considerada a economia mais estável, aberta e integrada da América do Sul, oferece atractivas oportunidades de negócio para as empresas portuguesas na óptica das exportações e do investimento.

No âmbito dos países latino-americanos, o Chile tem-se vindo a destacar pelo seu nível de desenvolvimento comparativo (PIB per capita de USD 13.770, em 2011) registando interessantes taxas de crescimento económico, sendo que esta boa performance da economia chilena se reflecte numa forte propensão para o consumo (17,2 milhões de habitantes) e numa grande apetência por produtos e marcas europeus. As perspectivas de crescimento são muito auspiciosas o que, combinado com as relevantes vantagens estruturais de que dispõe, a estabilidade política e o clima de negócios favorável à atracção de fluxos de investimento, faz deste mercado um forte chamariz.

Em especial, o Chile tem vindo a funcionar, com sucesso, como uma plataforma privilegiada no acesso a outros países, sendo possível a partir dele, aceder, em condições preferenciais, a um mercado potencial de mais de 4.210 milhões de consumidores (86,3% do PIB mundial), pois detém a maior rede mundial de Tratados de Livre Comércio (21 acordos com 58 países na Europa, América, Ásia e Oceânia) e esta é uma das mais relevantes vantagens competitivas de que também podem aproveitar as empresas portuguesas.

Portugal mantém com o Chile um excelente relacionamento de quase 200 anos, não traduzido ainda em termos económicos, pelo que o potencial de negócios por explorar é enorme, apenas equiparável à vontade política e institucional em aprofundar o relacionamento bilateral, existindo mecanismos em vigor para facilitar a concretização de negócios, sendo os principais o Acordo de Associação União Europeia – Chile e a Convenção para Evitar a Dupla Tributação. O Chile pode vir a assumir um papel de crescente importância entre os parceiros de Portugal.

Actualmente são cerca de vinte as empresas portuguesas instaladas no Chile, de sectores muito variados, e mais de 200, as que exportam para o mercado, tirando partido da enorme riqueza de oportunidades de negócio deste país sul-americano. Se as outras empresas o fazem, porque não a sua? Se já exporta, saiba como melhor aproveitar as potencialidades deste mercado. Se pensa investir no Chile, venha conhecer o melhor caminho, com menores custos!

Além das vantagens da diversificação de mercados alvo, as empresas encontram no Chile um elevado potencial de crescimento das suas exportações em vários sectores, do mineiro, à indústria agro-alimentar (sobretudo fruta, vinho e salmão), passando pela energia (incluindo as renováveis) e ambiente, as TIE’s, a biotecnologia, as máquinas e equipamentos e a construção civil. Cabe às nossas empresas transformar muitas destas oportunidades em negócios concretos num mercado que representa hoje, mais do que nunca, um desafio estratégico para as PME.

Aumentar as exportações de bens e serviços nacionais e o investimento são prioridades da AICEP no Chile, pelo que, a pensar nas necessidades concretas dos clientes, organiza o “ABC Mercado Chile – Um Desafio com Futuro”, nos próximos dias 2 e 4 de Julho de 2012, respectivamente em Lisboa (Auditório da AICEP – Av. 5 de Outubro, n.º101) e no Porto (Auditório da DRE Norte – Rua Direita do Viso, n.º 120), contando com a presença do Director da AICEP em Santiago do Chile que se desloca a Portugal para apresentar as oportunidades de negócio que este mercado oferece.

A participação é gratuita, sujeita a inscrição. As empresas interessadas poderão inscrever-se preenchendo a Ficha de Inscrição disponível no site da AICEP, até ao final do dia 28 de Junho.

Programa Lisboa
Programa Porto

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Economia. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s