2º Seminário de estudos sobre imigração Brasileira na Europa

Seminário de estudos sobre imigração brasileira na Europa

2º Seminário de estudos sobre imigração Brasileira na Europa.

4 a 6 de Junho 2012 – ISCTE/IUL – Instituto Universitário de Lisboa

As migrações internacionais são uma característica inerente às sociedades contemporâneas, no entanto os deslocamentos de pessoas entre Brasil e Europa são antigos, remontando a relação colônia-metrópole entre Brasil e Portugal. Porém essa antiguidade não se reflete em estagnação ou uniformidade. Se no momento inicial o Brasil era uma grande receptor de imigrantes vindos da Europa, entre outros lugares de origem, a partir de fins do século XX começa-se a perceber os primeiros sinais de mudança de sentido nos fluxos migratórios. A partir da década de 1980 , o Brasil começa a experimentar uma viragem emigratória que se afiançou ao longo do últimos anos do Século XX e primeiros do XXI. A Europa mostrou-se como um destino alternativo (aos  tradicionais Estados Unidos e Japão) para os brasileiros e brasileiras que desejavam imigrar e ao longo dos anos subsequentes essa tendência consolidou-se. Segundo o Ministério das Relações Exteriores do Brasil,  estima-se que do total de 3.122.813 imigrantes brasileiros/as em todo o mundo, na Europa encontram-se aproximadamente 911.889, o que representa cerca de 29% desse total. Na atualidade, muito possivelmente, estamos perante uma nova viragem de inversão ou reversão dos fluxos, marcada pela atual crise internacional, ao mesmo tempo que Brasil aparece no cenário internacional como potência emergente.

Contudo, a “Europa” corresponde a um conjunto de 50 países, cada um com sua história, cultura, política, economia próprias. De maneira que não se pode considerar a experiência da população brasileira como homogênea em todos esses países. Os diferentes contextos em que essa população se insere, levará, obrigatoriamente, a diferentes trajetórias migratórias. Também é importante reconhecer, que sob a expressão “população brasileira” encontra-se uma diversidade de identidades e experiências marcadas por inúmeros vetores de diferenciação tais como: classe, raça, gênero e local de origem.

Assim, dando continuidade ao 1º Seminário de estudos sobre imigração Brasileira na Europa, realizado em 2010 em Barcelona, propomos conhecer, analisar e debater os mais recentes estudos desenvolvidos sobre esta realidade, com o intuito de contrastar e comparar as diferenças e semelhanças da trajetória e experiência da imigração Brasileira no Continente Europeu. Através do diálogo de diferentes campos de saberes e ação, almejamos, produzir conhecimento crítico, engajado, contextualizado acerca da realidade do/as imigrantes do Brasil na Europa. Mais ainda esperamos contribuir para a criação de ações e políticas migratórias que auxiliem em uma inserção digna, igualitária da comunidade brasileira no continente Europeu assim como também dar pistas para um melhor engajamento das políticas do Estado Brasileiro em relação com a sua diáspora .

Para tanto convidamos as pessoas que, através de atividades de investigação acadêmica, relacionam-se com as temáticas ligadas a imigração Brasileira na Europa  a enviarem suas contribuições.

Mais informação

Advertisements
Esta entrada foi publicada em Conhecimento. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s